A Equipa

Director | Alberto Rodrigues de Freitas
Redacção | Fernanda Frazão, Nuno Miguel Oliveira (Desporto) 

Colaboradores
Agostinho Xavier, Alexandre Marto, Carina João Oliveira, Cília Seixo, Eugénio Lucas, Francisco Vieira, Helena Barroso, Inês Marto, Joana Crispim, Jorge Antunes, Jorge Perfeito, José Paulo do Carmo, José Poças, JSD de Fátima, Leonilde Madeira, Miguel Ferreira, Movimento Somos Fátima, Rodrigo Pereira, Tiago Marto

Design e Publicidade | Catarina Pereira

Administração e Publicidade | Sandra Santos

Contactos
T: 249 532 538
Tml: 934 583 752 (publicidade)

E: info@noticiasdefatima.pt / publicidade@noticiasdefatima.pt

Morada:

Avª Beato Nuno, Edifício Primitivo, nº 415, 1º andar,  porta 4
2495-401 Fátima 

 

Estatuto Editorial

 

1- “Notícias de Fátima” é um órgão de informação e formação.

2- Totalmente independente em relação a qualquer forma de exercício do poder.

3- A sua orientação terá em conta a salvaguarda, conforme os estatutos constitutivos, dos valores cristãos, sua preservação e propagação.

4- “Notícias de Fátima” respeitará escrupulosamente o estatuto da imprensa regional e a lei de imprensa, normativos que lhe são especiais, e bem assim a ordem jurídica instituída; sempre salvaguardando os valores morais tradicionais da sociedade portuguesa.

5- Será activo e orientador, sem ser doutrinador.

6- “Notícias de Fátima” quer ser instrumento de congregação da comunidade onde se insere, razão porque estará aberto a todas as formas de colaboração, particularmente às criativas, desde que sérias, ponderadas e fundamentadas, e não contrárias aos princípios orientadores que lhe estão subjacentes desde a sua origem.

7- Para o desempenho cabal do presente estatuto servir-se-á dos seguintes órgãos: Director, Chefe de Redacção e Conselho Redactorial. 

 

7.1-Do Director

a) - Compete ao director a orientação, superintendência e determinação do conteúdo das publicações, de que é o primeiro responsável.

b) - Compete ao director a presidência do Conselho Redactorial, sem direito de voto.

c) - Compete ao director convocar as reuniões ordinárias ou extraordinárias do conselho redactorial.

d) - Compete ao director a representação do jornal perante quaisquer autoridades em tudo quanto respeitar às suas funções.

e) - O director pode delegar no chefe de redacção, quando existente.

1) - O director é independentemente na orientação e condução do jornal, sendo nomeado e destituído por maioria qualificada da Assembleia Geral da proprietária; e será sempre um cidadão português, maior, católico, no pleno gozo dos seus direitos civis e políticos, com habilitações escolares não inferiores ao 12.° ano de escolaridade e boa classificação em português.

g) - O director apenas responde perante o conselho redactorial quanto à orientação e conteúdo das publicações efectuadas.

h) - O director pode consultar o conselho redactorial ou algum ou alguns dos seus membros, quando o julgue necessário.

 

7.2 – Do Chefe de Redacção

a) - O estatuto do chefe de redacção será definido em conselho redactorial.

b) - O cargo de chefe de redacção será criado quando se julgar oportuno.

 

7.3 – Do Conselho Redactorial

a) - O conselho redactorial é constituído por um representante do Santuário de Fátima, por um representante da Paróquia de Fátima e por 2 representantes dos demais sócios, a eleger entre si.

b) - O conselho redactorial elaborará o seu regulamento, do qual constará a obrigatoriedade de reunir ordinariamente em cada trimestre e a possibilidade de reunir extraordinariamente.

Extraordinariamente, o conselho redactorial apenas poderá reunir quando convocado pelo director ou conjuntamente por dois dos seus membros.

d) - O conselho redactorial deve pronunciar-se sobre o conteúdo das publicações efectuadas ou, quando o julgar necessário, sobre as publicações a efectuar.

e) - O não acatamento pelo director das recomendações dadas nos termos da alínea anterior, em 3 números consecutivos, é condição para propor a sua destituição.

O conselho redactorial deve propor a nomeação e a destituição do director à assembleia geral.

g) - O conselho redactorial deve cooperar com o director na orientação do jornal e na definição de regras e princípios valorizadores do mesmo.

h) - O conselho redactorial dará parecer vinculativo quanto à contratação de jornalistas ou profissionais de imprensa.

i) - O conselho redactorial pronunciar-se-á sobre a admissibilidade do direito de resposta, quando ao director e nos termos da lei pareça duvidosa a sua existência.